Wednesday, December 30, 2009

E que venha 2010...


O passar do tempo já foi abordado em distintos posts neste meu canto (blog) e, como não poderia deixar de ser, ao voltar aqui pela última vez no ano de 2009 para deixar algumas palavras e pensamentos vou tocar uma vez mais nesse tema. O tempo passa e o importante mesmo é termos consciência de que o vivemos da melhor forma possível. Sem qualquer dúvida ou hesitação, a forma como sentimos e desfrutamos a vida, o nosso dia-a-dia, é realmente o mais importante. Por vezes, devido a diferentes e variadas circunstâncias, não é fácil ou sequer possível manter o optimismo, o sorriso, a energia boa. Mas aí não há alternativa; é agarrar-nos àquela energia-extra que pensávamos não ter, ao Amigo que nos ouve e faz sorrir, ao momento que nos distrai e nos leva a melhores pensamentos, à vontade (simples) de estarmos e nos sentirmos bem. Não gosto da expressão “ano novo, vida nova” pela sua banalidade e por grande parte das vezes ser desprovida de sentido ou sentimento. Esta expressão traz-me também à ideia outros ditos (bem mais realistas e honestos) tipo “tapar o sol com a peneira”, “deitar areia para os olhos”, etc... Isto para dizer que não devemos ter a pretensão de deixar de ser quem somos, mas sim fazer por ser melhores sem criar expectativas absurdas e inconcretizáveis. O ano de 2010 vai ser sem dúvida um novo ano, um ano de mudança e decisões, mas vou ser como sempre fui: cheia de sonhos e vontades! Vou ter a mesma vida, aquela que fui e vou traçando passo a passo, e vou buscar a realização de alguns objectivos/projectos que esbocei para o futuro próximo. A vida dá muitas voltas e devemos estar sob alerta para alguns abanões, mas não devemos viver em função disso deixando que o medo nos consuma o poder de tentar e arriscar. Eu vou pensar, definir, sorrir, buscar, viajar, crescer, aprender…simplesmente, viver! Porque o tempo passa…


Meus Amigos, que 2010 vos traga muitos motivos para…

...celebrar a Vida!

14 comments:

  1. Um dos meus motivos para celebrar a Vida vem desde 1991 (acho que é:P)... Tu e a tua amizade!!! Vamos ser felizes, amiga. Hoje e amanhã***

    ReplyDelete
  2. Olá Silvia,

    Eu podia ter escrito este texto.

    Beijo,

    Alexandre

    PS - Não tenha medo. A mudança por vezes assusta, é verdade, mas o que me assusta mesmo é um dia pensar que podia ter mudado e tive medo de mudar!

    ReplyDelete
  3. Oi, Silvia, eu dei as minhas doze voltinhas na mala, e você? O desejo é que possamos nos encontrar em 2010. Tomara que sim! beijinhos mil pra voce.

    ReplyDelete
  4. olá amiga,

    que 2010 seja tão bom ou melhor do que os anos anteriores.
    fiquei triste por não te ver nestas curtas férias, mas é o que acontece quando temos a agenda sobrecarregada ;)
    março será o mês do nosso chá e das nossas longas conversas, espero eu!
    um grande beijinho full of saudades.

    p.s. diz ao j. que se ele não provou o cabrito assado no forno de lenha, neste natal, a culpa não foi minha :)

    ReplyDelete
  5. Um óptimo ano para ti gaja... :)

    ReplyDelete
  6. Gosto do teu texto, pena é que eu ainda não percebi o que é viver a vida da melhor forma possível. Pode ser que um dia aprenda.

    Tudo de bom.

    E.

    ReplyDelete
  7. Gimbrinhas,

    Uma vez mais te desejo um excelente 2010 com muita energia positiva e muitos motivos para sorrir ;)

    Beijinhos

    ReplyDelete
  8. Joaninha linda,

    É verdade, desde 1991! Muita recordação boa e muita vontade de viver desses momentos lindos cheios de risos e sorrisos na tua companhia :) Adoro-te! Beijo

    ReplyDelete
  9. Olá Alexandre,

    Sem dúvida que o sentimento do medo está muitas vezes associado à necessidade de mudança. Como disse no primeiro post deste meu blog “no decorrer da nossa vida há sempre uma mudança inerente a cada decisão que tomamos, a cada situação que vivemos” e não podemos fugir a isso. A mudança é necessária e constante; necessária para nos fazer reflectir sobre o que temos e saber valorizá-lo, e constante porque estamos sempre a evoluir. Enfim, esta conversa dava “pano para mangas” não é verdade?

    Abraço

    ReplyDelete
  10. Oi Gui,

    Adorei essa dica das doze voltinhas na mala! Confesso que não as dei mas lembrei-me mesmo de si e dessa "brincadeira". Este ano nem as 12 uvas passas comi! Deixei tudo nas mãos do destino e na minha força de vontade para “fazer acontecer” ;) E espero que o ano de 2010 seja brindado com o nosso encontro num qualquer cantinho deste mundo pequenino!

    Beijinhos grandes

    ReplyDelete
  11. Minha Amiga Li-que-vem-sempre-de-fugida-a-terras-Lusas,

    Também te desejo um ano repleto de coisas boas e que entre essas inúmeras coisas boas esteja incluída a minha visita (em breve!) à Suiça, desfrutando de longas conversas, risos e cházinhos quentes! Quanto ao cabrito…tem de ser novamente programado!!!! É uma necessidade esse cabrito! :)

    Mil beijos Amiga e devo-te um longo email!!!

    ReplyDelete
  12. Gajo,

    Também te desejo um excelente ano… :)

    ReplyDelete
  13. Olá Edgar,

    Obrigada pela visita e pelas palavras. “Viver a vida da melhor maneira possível” varia, concerteza, de pessoa para pessoa. Para mim, viver a vida da melhor maneira possível é basicamente partilhar momentos únicos com a minha família, o meu companheiro e os meus amigos; é fazer por ter muitos motivos para sorrir! Nem sempre é fácil ou possível, mas aprender a desfrutar esses momentos quando surgem é mesmo o fundamental.

    Abraço

    ReplyDelete